Especialidades

Psicologia, Psicopedagogia, Nutrição



Psicologia

Psicóloga Responsável Eliana Alves Lima - CRP: 06/61706

Muitas pessoas, ainda hoje, não acreditam na eficácia desta ciência, mas é comprovado que aqueles que realmente estão dispostos a se engajarem em um processo terapêutico, conseguem excelentes resultados para sua vida. A psicoterapia tem a função de auxiliar a resolução de algumas dificuldades que sozinhas, por vezes, as pessoas não conseguem resultados favoraveis.É também um processo de autoconhecimento, promove um maior desenvolvimento da percepção que o indivíduo tem de si mesmo, de seus pensamentos, sentimentos e comportamentos. O terapeuta tem a função de analisar os problemas relatados, a partir de um referencial teórico, a respeito do comportamento humano e de sua experiência clínica, e discutir junto com o paciente alternativas para alcançar as mudanças desejadas. Dentro da psicologia clinica, existem muitos referênciais teóricos, é através deles que os psicólogos interpretam e auxiliam seus pacientes.O Espaço Terapêutico disponibiliza psicólogas que atuam com as duas abordagens mais conhecidas, são elas:

Cognitivo-Comportamental:O terapeuta cognitivo-comportamental tem como foco o problema atual do paciente. Junto com ele o terapeuta fará uso de técnicas e estratégias cognitivo-comportamentais que visam a redução de sintomas. Neste tipo de terapia trabalha-se com a idéia de que o pensamento determina o sentimento (diante de uma situação), e este é responsável pelo comportamento emitido (ou não - fuga). Assim, nossos pensamentos influenciam nossos sentimentos e consequentemente nos comportaremos de uma forma ou de outra. Saiba mais sobre TCC em www.elianaalves.psc.br.

Psicanálise: Quem ja não ouviu falar de Freud? A psicanálise é oriunda dos estudos de Freud.O psicanalista solicita que o paciente traga a tona tudo o que lhe vem a consciência, experiências, angústias, desejos, sonhos, etc. A infância tem papel primordial neste tipo de terapia. Escutando o analisado, o analista tenta manter uma atitude empática de neutralidade, uma postura de não-julgamento, visando a criar um ambiente seguro.

Como é uma consulta com psicóloga?
O atendimento acontece, normalmente, uma vez por semana, com duração de cinquenta minutos cada sessão. Nos atendimentos às crianças (ludoterapia), em média, as duas primeiras sessões são realizadas com mãe/pai para coleta de dados (anamnese) e sem a presença da criança, que será atendida a partir da terceira sessão. O papel do psicólogo é o de fornecer subsídios para que o paciente saia do consultório apto a enfrentar as dificuldades em sua vida, desenvolver e praticar novas habilidades,  enfim, conseguir lidar adequadamente em seu meio familiar, social, profissional e/ou escolar, melhorando assim a qualidade de vida do paciente.

Quando devo procurar um psicólogo?
Recomenda-se procurar um psicólogo quando o indivíduo encontra-se diante de problemas e dificuldades que não está conseguindo resolver ou superar sozinho, como por exemplo, apresentar sintomas de qualquer perturbação psíquica, como medos irracionais, alteração de humor, insegurança, crises de pânico, depressão,separação, dificuldade para dizer não, infância complicada, agressividade, etc. Diante da perda um ente querido, ou diante de uma doença crônica ou incapacitante, quando há dificuldade em manter relacionamentos, fazer amizade, falar em público, sentir-se sozinho, etc. Também pode-se procurar atendimento psicológico com o objetivo de auto-conhecimento e valorização pessoal. Enfim, um psicólogo pode ajudar a resolver uma série de dificuldades, o único requisito é que tal dificuldade esteja incomodando o individuo e o mesmo esteja disposto a mudar.

Quanto tempo precisarei fazer psicoterapia?
É difícil precisar (e proibido pelo código de ética da psicologia) em quanto tempo a dificuldade que originou a busca da psicoterapia será resolvida, depende muito do tipo de problema a ser tratado e também da dedicação do paciente à terapia.

Em que a psicoterapia poderá ajudar?
E primeiro lugar a psicoterapia proporciona um olhar alternativo de se perceber, de perceber determinadas questões e formas de agir e se colocar diante da vida. Além disto, poderá haver melhora:
  • Auto-conhecimento: gerando o entendimento de determinadas reações e sentimentos diante de algumas situações;
  • Empatia: colocar-se no lugar do outro e a partir daí tentar compreender o modo de agir das outras pessoas sem ser pelo seu próprio parâmetro;
  • Aprender a dizer "não" sem sentir culpa;
  • Colocar-se em primeiro lugar - acredite isto não é egoísmo;
  • Superar medos: específicos (altura, animais, lugares fechados, etc), de relacionar-se, de dirigir, de errar, de se expor;
  • Melhorar a auto-estima: sentir-se mais seguro, confiante, aprender a tomar decisões sem se sentir aflito; escolher conviver com pessoas e ambientes que lhe façam bem e não o depreciem, etc;
  • Buscar alcançar objetivos ou desenvolvê-los caso os tenha "perdido";
  • Aprender a controlar ansiedade, medos, estresse, agressividade, reagir a depressão, a omissão, ao abandono;
  • Aprender a resignificar situações antigas, lidar com situações conflitantes ou traumáticas;
  • Superar situações de perda e dor: mortes, separação, declínio financeiro e social;
  • Superar vícios e hábitos destrutivos: compras excessivas, jogos, relacionamentos.
Enfim, mudar atitudes e hábitos que gerem sofrimento e dor. Aprender a crescer enquanto ser humano, sentir-se autoconfiante e seguro, e assim melhorar a qualidade dos relacionamentos conjugais, familiares, profissionais e sociais.

Qual a diferença entre psicólogo, psicoterapeuta, psicanalista, psiquiatra e terapeuta?
Psicólogo: é o profissional que faz até o último ano da faculdade de psicologia, este pode trabalhar em empresas (RH), hospitais, escolas, presídios, instituições, etc. Pode realizar treinamento, recrutamento, psicoterapia, ministrar aulas, etc.
Psicoterapeuta: é o psicólogo que aplica terapia, ou seja, o atendimento individual ou em grupo, em consultório, clinicas, e outros, visando o alívio do sofrimento emocional do paciente. É estabelecida uma "conversa qualificada" periódica para proporcionar melhora qualidade de vida do indivíduo que busca ajuda. Para isto são utilizadas várias técnicas psicoterápicas para alcançar os resultados almejados.
Psicanalista: é o psicólogo que aplica terapia, tendo como principal referêncial teórico Sigmund Freud (conhecido como pai da psicanálise). Todos os psicoterapeutas trabalham com o que chamamos de abordagem, ou seja, as interpretações e a forma de trabalho são baseadas nas idéias e formulações de teóricos como Freud (psicanálise), Jung (terapia analítica ou junguiana), Back (Terapia Cognitivo Comportamental ou TCC), Reich (terapia reichiniana), gestalt terapia e muitos outros. É importante ressaltar que normalmente cada psicoterapeuta adota apenas um referêncial teórico para basear seu trabalho.
Psiquiatra: este profissional faz faculdade de medicina e especialização em psiquiatria. Quando necessário, o psicólogo ou outros profissionais da área de saúde, encaminham o paciente ao mesmo para que uma medicação seja receitada.
Terapeuta: estes profissionais podem ter várias formações, não necessariamente graduação universitária. Intitulam-se assim por fazer algum tipo de terapia, ou utilizar algum elemento como "terapêutico"  como por exemplo fitoterapia, florais, reflexologia, ioga, acunpuntura.
É importante esclarecer - Terapeuta não é o mesmo que Psicoterapeuta, este último fez a faculdade de psicologia, é psicólogo e está apto a aplicar psicoterapia.


Não considere nenhuma prática como imutável. Mude e esteja preparado para mudar novamente. Não aceite a verdade eterna. Experimente! (Skinner).




Psicopedagogia

A psicopedagogia é o campo do saber que se constrói a partir da pedagogia e da psicologia. É uma área do conhecimento interdisciplinar, que tem como objeto a aprendizagem humana.
O trabalho psicopedagógico em clínica, vem contribuir com o trabalho psicológico realizado com crianças que apresentam dificuldades e distúrbios de aprendizagem, havendo um atendimento diferencial para cada criança, dessa forma é possível atingir e intervir na dificuldade pessoal de cada indivíduo.

Como é uma consulta com psicopedagoga?
A primeira consulta é realizada somente coma a mãe e/ou pai, para a realização da anamnese. A criança comparece a partir da segunda sessão, quando será iniciada a avaliação com a mesma. Após o período de avaliação que dura em torno de quatro a oito sessões, são comunicados os resultados aos pais e será dado continuidade ao atendimento e, caso haja necessidade, a criança será encaminhada à outros profissionais. O atendimento acontece, normalmente, uma vez por semana, com duração de cinquenta minutos cada sessão.
Atendemos crianças, adolescentes e adultos. Realizamos atendimento individual e orientação à escolas.
Foco em prevenção, diagnóstico e tratamento dos problemas de aprendizado escolar. Dislexia, TDAH, baixa auto-estima, transtornos e/ou dificuldade de aprendizagem em geral, dispersão, hiperatividade, falta de concentração.



Nutrição

O nutricionista atua como orientador e educador promovendo práticas alimentares saudáveis com o objetivo de prevenir, tratar doenças e assegurar informações corretas, permitindo assim a facilitação de escolhas saudáveis. O tratamento e acompanhamento consistem em disponibilizar dietas personalizadas, respeitando as diferenças de hábitos alimentares, estrutura física e situações fisiológicas especiais.
A educação nutricional torna o tratamento das doenças mais eficiente e mantém a saúde das pessoas, promovendo qualidade de vida.
O atendimento nutricional é direcionado para emagrecimento, ganho de peso, gestação e doenças como: Diabetes Mellitus, Hipertensão, Dislipidemias, distúrbios gastrintestinais, doenças cardíacas, entre outros transtornos para todas as faixas etárias.

Como é uma consulta com nutricionista?
Na primeira consulta é realizada a anamnese alimentar (coleta de dados sobre a alimentação habitual, preferências, aversões, alergias, horários e locais das refeições),o paciente também é pesado, é verificada sua altura, medidas e composição corporal, para assim obter seu IMC (índice de massa corporal=análise de peso e altura).Caso o paciente traga exames, estes também serão avaliados nesta consulta. Com base nestes dados, a nutricionista elabora o cardápio semanal, com as devidas substituições alimentares e opções (sempre respeitando a necessidade de cada pessoa), o cardápio é preparado para cumprir as necessidades alimentares de segunda a domingo.Estas informações e orientações são transmitidas ao paciente na segunda consulta, considerada retorno. Também será definido nesta ocasião, como será o acompanhamento nutricional, a frequência que o paciente deverá retornar, para que os resultados possam ser avaliados e para possíveis mudanças na dieta, caso seja necessário.